Boca de Rua comemora nove anos

Quando o primeiro exemplar do jornal Boca de Rua foi lançado, em 2001, uma jornalista comentou: “Vai durar só um número”. Era época do primeiro Fórum Social Mundial em Porto Alegre e, segundo o desdenhoso comentário da repórter, tratava-se de uma iniciativa criada especialmente para “aparecer” durante o encontro planetário. Neste agosto de 2009, ao…

Details

Projeto Direito à Memória e à Verdade já foi visto por 1.5 milhão de pessoas

            O projeto Direito à Memória e à Verdade recupera uma passagem histórica vital para a consciência crítica do povo brasileiro, por meio da realização de exposições fotográficas e seminários, além da instalação de memoriais. Os eventos já ocorreram em 35 cidades brasileiras e do Cone Sul e já foi visto por 1,5 milhão de…

Details

Estudante assassinado durante a ditadura é homeageado

tNo dia 15 de julho de 2009 foi inaugurada, na Universidade de Brasília (UNB), uma escultura em homenagem à Honestino Guimarães. A obra, criada pela artista plástica gaúcha Cristina Pozzobon, faz parte do Projeto Direito à Memória e à Verdade da Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República (SEDH). A Fundação Luterana de Diaconia (FLD) e a Agência Livre para Informação Cidadania e Educação (Alice) são parceiras neste projeto, além da Unição Nacional dos Estudantes (UNE), União Brasileira dos Estudantes (UBES) e a própria Universidade de Brasília (UNB) que cedeu o local para a homenagem.

Details

Jornal Almanaque vai ao Nordeste a convite do Ministério da Cultura

O Almanaque – jornal do Grupo Renascer de Terceira Idade de Bagé – participará do Encontro Nacional de Culturas Populares, promovido pelo Ministério da Cultura (MINC), entre 2 e 6 de dezembro, no Cariri nordestino. A jornalista responsável pelo projeto – Rosina Duarte, da Agência Livre para Informação, Cidadania e Educação (ALICE) – foi convidada para…

Details

Alice pelo mapa

A Alice vem recebendo diversos apoios pelo país, mostrando assim que mais pessoas estão unidas pela luta dos problemas sociais muitas vezes esquecidos ou excluídos pela sociedade e imprensa em geral.

Abaixo segue trecho de agradecimento de uma estudante de Brasília, na qual também demonstra interesse em iniciar um projeto como o Boca de Rua e assim dar inclusão a pessoas em situação de risco.

"Meu nome é Ellen Galvão, eu sou estudante de comunicação da Universidade de Brasília, esse semestre me integrei à Enecos pelo Coletivo BSB e fiquei sabendo do projeto "Boca de Rua" por um morador de rua chamado Francisco que nós (integrantes da Enecos) conhecemos sábado quando estávamos em reunião.
Me interessei muito pelo projeto, já havíamos comentado que os movimentos sociais não tem visibilidade por não possuir apoio das mídias e da necessidade de desenvolvermos projetos que preencham essa lacuna. A Alice é um exemplo a ser seguido (…) seria legal desenvolver um projeto como esse aqui em Brasília, que nada mais é do que a capital do país e deveria ser a primeira a dar o exemplo."

Details