Carregando o site
Novidades

Saideira

Documentário é o jornalismo na tela grande?

A Saideira de agosto tem encontro marcado com a sétima arte. A pauta escolhida para esta edição será Jornalismo & Documentário: qual a importância deste gênero cinematográfico? Existe necessariamente um compromisso com a veracidade dos fatos? Porque esse tipo de cinema é considerado, por muitos, um gênero menor? Quais as dificuldades de se transpor uma história verídica para a tela?

Para debater essas, e muitas outras questões, estarão presentes, no próximo dia 21, a partir das 19h30min, no Bar Zelig (Rua Sarmento Leite, 1086), no bairro Cidade Baixa, a jornalista Eliane Brum, e os cineastas Giba Assis Brasil e Liliana Sulzbach. A entrada é franca.

A Saideira é uma promoção da Agência Livre para Informação, Cidadania e Educação (Alice) e conta com o apoio do Sindicato dos Jornalistas do Rio Grande do Sul e da Catarse Coletivo de Comunicação.

Eliane Brum – Vencedora de dezenas de prêmios jornalísticos atua, desde 2000, como repórter especial da Revista Época. No dia 22 de agosto estará lançando, em Porto Alegre, o livro A Vida Que Ninguém Vê, resultado de suas crônicas publicadas durante o ano de 1999 em Zero Hora. No ano passado, realizou o seu primeiro curta-metragem, Uma História Severina, que narra a peregrinação de uma mulher, grávida de um feto sem cérebro, em busca de autorização judicial para interromper seu sofrimento.

Giba Assis Brasil – Cineasta, roteirista e montador, Giba faz parte da geração pioneira que, nos anos 70, deu uma nova cara ao cinema gaúcho. Dirigiu, ao lado de Nelson Nadotti, o super-8 Deu Pra ti Anos 70; com Carlos Gerbase, o longa-metragem Verdes Anos, e é o responsável pela montagem do premiadíssimo Ilha das Flores, de Jorge Furtado. Atualmente, além de integrar a Casa de Cinema, atua como professor do curso de Comunicação da UFRGS.

Liliana Sulzbach – Formada em Comunicação Social e em Ciências Políticas pela UFRGS, começou a trabalhar com cinema em Hamburgo, na Alemanha. De volta ao Brasil, realizou, entre outros, os premiados Batalha Naval e O Branco e A Invenção da Infância. Em O Cárcere e a Rua, seu mais recente filme, a diretora conta a comovente história de três detentas do presídio de mulheres Madre Pelletier, de Porto Alegre. Desde 1996 é coordenadora do núcleo de Cinema e TV da Zeppelin Filmes.

Quê? Saideira – Encontros periódicos com o Jornalismo
Edição de AGOSTO: Documentário é o jornalismo na tela grande?
Quem? Eliane Brum, Giba Assis Brasil e Liliana Sulzbach
Como? Debate com participação do público (entrada franca e honesta)
Quando? Dia 21 de agosto (segunda-feira), a partir das 19h30min
Onde? Zelig Bar (Rua Sarmento Leite, 1086 – Cidade Baixa)
Por quê? Quem não gosta de uma boa conversa de botequim?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *